Me voy de Viaje
www.turismotailandes.com

El Clima


O Nuat Phaen Boran, a massagem tradicional tailandesa, provém da Índia e as suas origens são antiquíssimas. De facto, foi inventada por Jivaka Kumar Vacta, vidente e médico pessoal do Buda, que aplicou à massagem, os princípios do ioga.

Através da pressão controlada sobre os pontos-chave do corpo humano, a circulação sanguínea do paciente melhora, aliviando e curando deste modo as maleitas mais comuns, como febres, dores de cabeça, de costas, dores de estômago e tensões nervosas.

Demonstrou-se que a massagem é igualmente eficaz nos ataques epilépticos, nas fases iniciais de paralisia e na dislexia.

Esta massagem alcançou a sua popularidade há cerca de 200 anos, quando o Rei Rama III ordenou que as técnicas conhecidas fossem transcritas sobre tábuas de pedra que foram expostas no Templo do Buda reclinado ou Wat Pho.

Estas inscrições podem ainda hoje ser vistas e mostram os diagramas do corpo humano e os pontos sobre os quais o massagista exerce a pressão para estimular a circulação e para curar o corpo do paciente. Este tipo de massagem tem fins terapêuticos de grande utilidade: recarga de energia, melhora a postura, confere elasticidade à pele e aos movimentos do corpo. Assistir a uma massagem tailandesa é uma experiência única: o massagista faz o paciente cumprir uma série de evoluções harmoniosas e positivas, que libertam as costas, as pernas e o pescoço.

Contudo, apesar da notoriedade como massagem terapêutica, na Tailândia, o Nuat Phaen Boran é praticado como técnica de devoção, sendo utilizada com fins religiosos e de meditação.