Me voy de Viaje
www.turismotailandes.com

Religión

O seu lema é “Sanuk, Sabai e Saduak”, que traduzido significa “sê feliz, fica tranquilo, contenta-te com aquilo que a vida te oferece”.

O budismo é a religião predominante. Aproximadamente 95% da população Thai é budista. À cabeça da hierarquia budista, o chamado patriarca supremo é por norma um membro da família real. O tipo de budismo que predomina na Tailândia é o da escola Theravada, que insiste no potencial do indivíduo para alcançar o nirvana, o estado puro, a reencarnação, o passo para uma vida melhor. Ser um bom praticante, “assegura” uma melhor reencarnação.

Os monges budistas têm a incumbência de transmitir os cinco preceitos do código ético do budismo Theravada: não matar, não roubar, não abusar sexualmente, não mentir e não envenenar as bebidas. Estes preceitos não constituem nenhuma lei escrita, são somente recomendações a que o budismo chamou “a conduta correcta”.

O país conta com uns 18.000 templos e 140.000 sacerdotes budistas. Quase todos os homens tailandeses que professam este credo vivem uns dias, ou mesmo meses, num wat ou mosteiro.

A visita a qualquer dos seus templos implica entrar correctamente vestido: nada de calções, t-shirts e, sobretudo, é obrigatório descalçar-se antes de entrar.

Os muçulmanos constituem aproximadamente 4% da população. Há também comunidades cristãs e hindus.

A hospitalidade e a doçura dos tailandeses são proverbiais.

O conceito budista da transitoriedade da vida, a possessão e a necessidade de evitar emoções e comportamentos excessivos moldam o carácter, que se manifesta tranquilo e fascinante. O sorriso está permanentemente nos seus rostos, um estilo de vida fruto de uma profunda serenidade da alma.